Sua organização sabe escutar? | edição #05 | 2021

Dicas e novidades de time DTG pra você

Tudo bem por aí?
Esta é a edição #05 da nossa Newsletter com dicas, novidades, artigos, cursos, conteúdos que nos inspiram e mais sobre inovação, estratégia, CX, EX, criatividade e por aí vai…
Todo feedback é sempre bem vindo :)


O desafio da escuta

Em nossa rotina dentro das mais diversas organizações, sempre vivemos um momento de imersão e entendimento do contexto interno e das pessoas que fazem parte de um determinado ambiente.

O que mais nos chama a atenção é o quanto as organizações e seus líderes falam, mas possuem grande dificuldade de escutar, seja ouvir os sinais dos clientes, captar o sentimento de seus colaboradores ou compreender o mercado.

Por fim, acabam transferindo o compromisso da escuta para consultorias, empresas de pesquisa ou outras empresas terceirizadas, o que faz crescer uma certa insensibilidade ou “surdez corporativa”.

Dentre os problemas e armadilhas encontrados por nós, eis os 5 mais frequentes:

  1. Partem da premissa de que já sabem tudo sobre seus clientes. Raramente vivenciam a ponta, ou o contato direto com os clientes, com interesse genuíno. Apostam e confiam mais nos dados, números e relatórios e menos nos relatos e evidências das pessoas.

  2. Canais de comunicação que falam institucionalmente mas raramente ouvem seus colaboradores. E quando ouvem, não fazem nada a respeito do que ouviram ou são reativos.

  3. Comunicação boa em cada área, mas péssima entre áreas, com pouca visão sistêmica, rivalidades e conflito de interesses.

  4. Falta de segurança psicológica entre colaboradores e lideranças para construir uma relação de confiança e escuta mútua. Aos poucos os colabores se calam e deixam de se expressar, apenas cumprindo suas funções.

  5. Práticas e ritos que fortaleçam o interesse genuíno pelo outro e a empatia como valores organizacionais.

Nosso processo criativo passa justamente por investigar esses gaps e assimetrias de informação para redesenhar jornadas, experiências, estratégias e serviços de forma inovadora. No caso, a escuta é a pedra fundamental da inovação.

E aqui vão duas dicas super didáticas sobre o tema, ambos valem tanto para nossa atitude pessoal quanto profissional e são a base da nossa abordagem de pesquisa.

Como aprender a escutar o outro?
Christian Dunker

Outra dica legal é o livro Falando com Estranhos, do Malcolm Gladwell que traz vários exemplos de como nosso julgamento e nossa interpretação sobre os outros é muito mais complexa do que parece, nos levando há vários enganos.


#Sextou na DTG: Antes de nos despedir, aqui vão as dicas do time

  • Thalita Barbalho: The Compassion Course é um curso de comunicação não violenta que acontece de forma online. Ele intercala teoria e prática ao longo de um ano. Cada semana você recebe um pequeno texto que explica um conceito e uma sugestão de exercício pra você colocar em prática a CNV. Um jeito bem massa de aprender a ouvir mais e a compreender o outro. E pelo que vi no site já tem a versão desse curso em português \o/ https://www.compassioncourse.org/

    __________________

  • Dudu Loureiro: Está liberado para download o novo livro sobre uso de arte para descolonização da pesquisa em design, em especial a pesquisa participativa. As autoras são as pesquisadoras da Universidade de Lapland na Finlândia, Tiina Seppälä, Melanie Sarantou e Satu Miettinen. O nome do livro é "Arts-Based Methods for Decolonising Participatory Research".

    __________________

  • Paulo Emediato: Se você ainda não viu, é super importante assistir ao documentário Coded Bias, na Netflix. O filme traz de forma simples e direta questões éticas fundamentais quando pensamos sobre Inteligência Artificial. E se você acha que este ainda é um cenário distante, não é não.

    __________________

  • Iona Chaves: O número de jogadores online tem aumentado no mundo.. E o que isso significa? Qual o impacto dos jogos online na nossa sociedade hoje e no futuro? Como podemos aprender com os jogos a inspirar, desenvolver e conectar pessoas? Alguns insights sobre isso são colocados na mesa pela Jane McGonigal nesse TEDx

    __________________

  • Ciso Lima: Aphantasia- A cegueira dos olhos da mente - Esse vídeo retrata uma condição que impede algumas pessoas de formar de imagens em seus pensamentos. Essa informação pode surpreender alguns e fazer com que outros se identifiquem, mas, independente de qual foi o seu caso, a mensagem que temos que aceitar e abraçar é: Nem todo mundo pensa como você! E tudo bem...

    link 2: Depoimento da Amy, artista gráfica que possui Aphantasia

    __________________

  • Rubens Aguiar: Kialo.com é uma plataforma online de discussão pública, desenhada para facilitar debates fundamentados sobre questões complexas. Qualquer um pode iniciar um debate sobre o assunto que quiser, assim como opinar em debates já em andamento. Recentemente, os idealizadores criaram uma versão voltada para as escolas e universidades, a Kialo-edu. Gaste tempo. Vale a pena.

    __________________

  • Eduardo Rigotto: Submissão, de Michel HouellebecqUm livro de ficção sobre o crescimento do islamismo na França que demonstra o medo que os cristãos sentem dos muçulmanos e os preconceitos que geram esse medo. Complementando, a outra dica é o Instagram https://www.instagram.com/fabiolaoliver/ de uma brasileira muçulmana que fala de como é a sua vida e da sua relação com a religião.


Ah! Não deixe de falar com a gente o que achou dessa edição. Basta responder a este email :)

Loading more posts…